Glauco Viana
sinceramente!!!
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

Preguiça
A palavra não deve ser raiva,
Revolta,
Ódio : tudo isto apaga nossa luz.
A palavra de ordem é preguiça.
Eu tenho preguiça da corrupção,
Da falta de coração,
Da ausência de comunicação,
Da politicagem dos amigos de Conceição dos Ouros,
Da falta de ouro na emoção.
Tô com preguiça de mim mesmo em não dizer "não
E insistir no "sim" para quem não merece minha atenção.
Tô até com preguiça de escrever tudo com "ão" agora,
Porém isto é culpa da minha inspiração.
Tô com preguiça do homem matando sem compaixão,
De pensar sem perdão,
De chegar em casa e fazer macarrão.
Não adianta minha preguiça é recém nascida ainda,
As rimas sairão melhor que agora estão.

Que preguiça deste poeta que nasceu em Campos do Jordão.


Glauco Viana
Enviado por Glauco Viana em 31/01/2018
Alterado em 31/01/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários