Glauco Viana
sinceramente!!!
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

Vivenciar
Eu creio que a Educação do Brasil nunca dará certo se não abrir a mente, ou melhor, isolar a mente.
Só consegue ensinar se vivenciar.
A Educação, a Saúde, a Política, e todas outras Instituições que tentam (gloriosamente) ajudar a limpar o coco do Estado só dará certo se apalpar.
Se pegar!
Abraçar!
Beijar!
Solidarizar!
Todo mal do Estado de milhões de anos tem solução se a presença for mais importante.
Chega de fotos e vaidades.
Vivencie!
Se um aluno não vai bem na escola, procure saber o que se passa na casa dele.
Se um paciente não colabora, tenha empatia para entender como seria se você estivesse no lugar dele.
E M P A T I A.
Outro requisito que faltou nesta Escola que Samba mais que educa.
Nesta Saúde que adoece mais que previne.
Neste Estado que mais atrapalha a ajuda.
Alguém deu importância se o aluno acha certo ficar trancado numa sala de aula?
Alguém deu importância para a ânsia de morte do homem?
Alguém mentalizou (que seja assim!) porquê nenhuma Instituição não tem sucesso?
Eu (cara de pau) acho que sei:

- Falta de Empatia e Vivência.

A verdade está no que vivenciamos, não no que vemos; no que pegamos e não no que escutamos.
Não nos escutaram!
Se organizaram para fazer lei e não escutaram ninguém.
Não vivenciaram situações antes de criar deveres.
Não foram ao Sul da Amazônia entender porque "aquele país" é tão único, sofredor e fascinante.
Não foram à Africa na época da epidemia de HIV.
Não presenciaram o porquê.
Não quiseram abraçar, preferiram jogar bomba.
Não quiseram doar tempo de trabalho ao próximo, preferiram morar na zona Sul e se esbaldar na Zona do Sul do País afim de encher o vazio.
Não quiseram viver a política e deu esta coisa ilógica e cruel que virou.
O homem só se intrometeu e nada fez.
Eu não consigo ser amigo sem abraçar, ser filho sem se preocupar, ser profissional sem ter empatia, ser consciente antes de escrever...
Juro que não consigo.
Modéstia minha?
- Que seja, mas não vejo como algo bom.
Sofrer com a vontade de querer ser ouvido é tão cruel como a política brasileira.
O medo de estar falando merda, exagerando e sendo julgado o tempo todo em cada palavra nos retrai para um auto conhecimento onde no final dele se vê uma luz de consciência para entender porque tudo acontece assim.
É o medo ensinando mais uma vez!
Hoje acredito na vivência de problemas para não serem mais problemas.
Acredito no amor como solução para muitos profissionais da saúde que transformaram a Saúde em negocio; para muitos publicitários que transformaram a politica em fonte de renda e para muitos educadores que desanimaram em tentar se unir para vivenciar juntos uma Educação mais educativa.
Só o amor ao próximo!
O respeito!
A empatia (outra vez ela ai)!
A paciência!
Há solução para tudo...Para fome, para as guerras, para as epidemias...Acontece que fizeram tudo errado até hoje pela falta de interesse em estar frente a frente e não de costas dando "pitacos".
P R E S E N Ç A!!!!


Estar na presença do amor solidário ( que seja na amizade, na esperança, na vontade de fazer sua parte ) é a única maneira de fazer este amor ser verdadeiro.
Glauco Viana
Enviado por Glauco Viana em 21/04/2017
Alterado em 21/04/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários